Archive for the ‘Topeak-Ergon Racing’ Category

Vitória anunciada: Alban Lakata domina em Leadville 100

Segunda, Agosto 13th, 2012

Este evento nunca foi ganho por um corredor não americano… até agora!

Alban Lakata, também conhecido por “Albanator”, viveu o seu papel de favorito no início da corrida e venceu de forma brilhante a lendária “corrida das corridas”, a Leadville 100.

Alban Lakata dominiert bei Leadville 100

Inspirados e em excelente forma física após a sua vitória no evento Transalp, a dupla profissional da equipa Topeak-Ergon, Alban e o seu companheiro Robert Mennen, conduziram lado a lado as suas bicicletas Grand Canyon CF SLX 29.

Os corredores tiveram que superar cerca de 161 Km nas Montanhas Rochosas. Uma das especificidades deste evento é a altitude. Desde Leadville, a uma altitude de 3094 metros, a corrida sobe até à denominada “Columbine Mine”, situada a uma altitude de quase 3800 metros.

Estamos a comemorar o grande momento da vitória de Alban e dispomos de excelentes bicicletas de montanha a preços reduzidos.

Bicicletas profissionais ao seu alcance:

Grand Canyon CF 9.0 Team: Antes: 3699 € – Agora: 3199 € – Poupa 500 €

Grand Canyon CF 8.0: Antes: 2499 € – Agora: 2199 € – Poupa 300 €

Parabéns também às senhoras! Sally Bigham, que também sobressaíu na Transalp há algumas semanas atrás, obteve o segundo lugar. Sonya Looney terminou com um honroso quinto lugar após 80 Km de corrida. Um desempenho de alto nível!

Parabéns a toda a equipa!

À conquista do Ouro: Irina Kalentieva em Londres 2012

Quarta, Agosto 8th, 2012

O entusiasmo é cada vez maior. No sábado 11 de agosto a seção de BTT dos Jogos Olímpicos de Londres mete-se a caminho.
Entre os participantes encontra-se a bi-campeã do mundo Irina Kalentieva da equipa Topeak-Ergon, nativa da Rússia na sua bicicleta Canyon.

Irina Kalentieva

“Não nos podemos dar ao luxo de ter medo da corrida e temos de estar preparados para nos deixarmos levar e dar tudo o que temos.”
Este princípio orientador foi o que levou Irina Kalentieva até ao topo deste desporto, permanecendo uma das mulheres mais rápidas do mundo, durante vários anos, na Taça do Mundo de Cross Country.
Irina dá sempre o máximo para alcançar os seus objetivos. O BTT é a sua paixão número um e é isso que pretende provar nos Jogos Olímpicos de Londres.

No blog de Irina ela fala extensivamente sobre a sua preparação e experiências. Acompanhe Irina nas últimas horas que antecedem o grande evento.

Assim, vai em frente Irina e luta pelo Ouro!

Transalp 2012: 10 vitórias em 6 etapas – A equipa Topeak-Ergon luta até ao topo

Sexta, Julho 20th, 2012

A mais prestigiada corrida de BTT, a Transalp, decorre nos Alpes. Os 3 atletas Topeak-Ergon – Alban Lakata, Robert Mennen e Sally Bigham – lutam pela vitória final das bicicletas Canyon.

A décima quinta Craft Bike Transalp, uma das mais duras provas de BTT, decorreu desde o dia 14 de julho. A corrida de 8 etapas desenrola-se ao longo dos Alpes desde Oberammergau em Baviera, até Riva em Lago di Garda, Itália, e ao longo de 618 km e 21166 de altimetria. Alban Lakata, Robert Mennen e Sally Bigham da equipa Topeak-Ergon e claro, a Canyon, encontram-se em ação.

No início do evento os favoritos da Topeak-Ergon, Lakata e Mennen, não tiveram a sorte do seu lado durante a etapa de abertura de 96 km, desde Oberammergau até Imst, perdendo mais de 13 minutos devido a uma falha técnica. No final da etapa a dupla posicionou-se em 8º lugar da geral, cerca de 10 minutos abaixo dos líderes.

No entanto, na etapa 2, a dupla fez saber aos seus rivais que não desistira da vitória final. Na etapa desde Imst até Ischgl a dupla da equipa de Koblenz terminou dois minutos acima da equipa principal.

1363_s5ad_00007_blog

A etapa 3, desde Ischgl até Nauders, foi também para a equipa Topeak-Ergon. Aqui, Robert e Alban puderam celebrar a sua segunda vitória com a Grand Canyon CF SLX 29 e obter cerca de 50 segundos de vantagem em relação à dupla líder.
A etapa de 53 km desde Nauders até Scuol foi uma etapa na qual esta dupla voltou a impressionar. Venceram a terceira etapa com um tempo de 2:15:17.2. Lakata e Mennen estão agora a apenas 3 minutos dos líderes Kaufmann/Stoll. Na segunda subida até Reschner Alm, Lakata e Mennen forçaram o ritmo. “Apercebemo-nos que os outros estavam com problemas e tentámos ganhar vantagem”, disse Mennen na meta. Lakata também se encontrava satisfeito. “Ninguém esperava que pudessemos ganhar tanto tempo de vantagem na etapa de hoje. Neste momento está tudo a correr a nosso favor e, a manter-se assim, ainda podemos obter o primeiro lugar.”

Na etapa 5 deu-se a quarta vitória da equipa Topeak-Ergon, criando ainda mais pressão nos líderes da Transalp. Lakata e Mennen venceram a etapa de 69 km desde Scuol na Suíça, até Livigno na Itália, num tempo de 3:11:15.7. A diferença para a equipa da camisola amarela, Markus Kaufmann e Thomas Stoll, reduziu cerca de 2 minutos.

A etapa rainha de quinta-feira provocou a viragem crucial da corrida, dando a Robert e Alban a camisola amarela, após um excelente desempenho. A etapa de 106 km e 3400 metros de altimetria, com temperaturas acima dos 30°C, foi a mais dura da Transalp deste ano. A dupla Topeak-Ergon teve que concentrar-se ao máximo para recuperar a diferença dos líderes, e também para evitar quedas nas difíceis descidas. Após ganhar a camisola amarela, Lakata diz: “Até ao momento tudo está a correr muito bem. Temos agora uma vantagem de cerca de 28 segundos e apenas duas curtas etapas, pelo que é fácil pensar numa vitória final.”

1363_s5rs2_00010_blog

Do lado feminino, Sally Bigham e a companheira Milena Landtwing, da equipa Vaude Centurion venceram a 6ª etapa, caminhando em direção a uma vitória confortável. A corredora de origem britânica, Bigham, com a sua precisão suiça, continua a ganhar com frequência. Na classificação geral Sally e Milena têm agora uma vantagem de mais de 3 horas, podendo desfrutar da paisagem nas 2 etapas que faltam.

1363_s4rsls1_00081_blog

Na sétima etapa, desde Ponte di Legno até Madonna di Campiglio, os campeões da equipa Team Stöckli decidiram por si mesmos. Alban e Robert chegaram cerca de 2 minutos depois, terminando em segundo lugar e aumentando assim a sua liderança para 4:18 minutos em relação aos seus adversários mais próximos.

Milena Landtwing e Sally Bigham continuaram a liderarm terminando a sétima etapa com o primeiro lugar no pódio.

Na oitava etapa Robert e Alban terminaram novamente em segundo lugar, vencendo a classificação geral da Transalp 2012. Obtiveram um total de 27:35:17:5 horas desde Oberammergau/Alemanha, até Lago di Garda/Itália, na sua nova Grand Canyon CF SLX 29.

1363_s8gj1_00065_blog

“Uma vitória na Transalp fica no palmarés de qualquer bom corredor de maratonas. Agora está também no meu. Estou nas nuvens, agora que conseguimos obter esta vitória”, diz Alban Lakata, que atualmente se encontra no pico da sua forma.

O companheiro de equipa Robert Mennen ficou bastante entusiamado, especialmente porque esta foi a primeira participação do vice-campeão alemão na Translap: “Não teria sonhado com isto antes do início desta época. O facto de ter funcionado é simplesmente fantástico!”

1363_s8gj1_00595_blog

Na classificação feminina ninguém foi capaz de obter melhores resultados que Sally Bigham e Milena Landtwing. Com uma classificação de 33:18:54.2 horas e vencedoras das 8 etapas, as duas correram até Riva de uma forma impressionante e como vencedoras incontestáveis da classificação geral.

Topeak-Ergon – Alban Lakata arrebata dois títulos do campeonato Austríaco

Quinta, Agosto 4th, 2011

Alban Lakata demonstrou a todos, uma vez mais, do que é capaz e arrebatou duas vezes o ouro e uma vez a prata no campeonato Austríaco.
Isto mostra a versalidade e o poderio deste pró das maratonas também nas modalidades de hill climb e cross country.

O clima em Lurnfeld neste fim de semana de Julho não foi propriamente simpático para os participantes da maratona. Os corredores foram surpreendidos com temperaturas abaixo dos 10ºC assim como com chuva nas Montanhas.

Logo desde a saída Alban e Jakob Nimpf foram capazes de se distanciarem dos perseguidores e manterem o controlo. Após o posto de abastecimento 4, o campeão do mundo de maratonas de 2010 iniciou uma corrida a solo tornando-se, pela quinta vez, campeão Austríaco, com um avanço de quase sete minutos. Alban estava radiante com a sua dupla vitória referindo, “O clima na maratona estava péssimo. Os meus anos de experiência deram-me provavelmente as condições e preveniram-me de ir abaixo sob o frio. Nestas condições, homem e máquina podem facilmente falhar. Felizmente, tudo correu bem no meu caso”.