Archive for the ‘Erik Zabel’ Category

Dias intensos no Tour de France

Quinta, Julho 1st, 2010

Este ano, o Tour será – uma vez mais – um caso interessante. O início será em Roterdão antes da corrida regressar a França via Bélgica, passando por Bruxelas e por Spa. Uma das mais importantes etapas do início da corrida é a que termina em Arenberg. Até esta primeira semana da prova deste ano promete ser de ciclismo ao mais alto nível. Nas etapas planas, existe sempre o perigo dos ventos cruzados que podem permitir a fuga de vários corredores. Nos montes da Valónia, os especialistas das clássicas irão tentar a sua sorte em pequenos grupos de fugitivos e as secções de empedrado criaram já enormes expectativas. É possível que a corrida tenha uma ou duas surpresas. Tive a experiência de tudo isto ao longo da minha carreira sobre a bicicleta e estive lá quando Iban Mayo teve de deixar cair por terra o seu sonho de vitória após uma queda passados poucos dias do início do Tour. A grande questão é saber se os favoritos ultrapassarão estas adversidades ou se perderão tempo. Mesmo que não venham a verificar-se surpresas, julgo que foi excelente terem incluído estas secções no percurso do Tour deste ano. As secções de empedrado prestam tributo ao cilcismo de competição assim como às suas raízes.

A segunda parte do Tour será dura com as etapas nos Alpes, incluíndo quadro nos Pirinéus. Depois, um longo contra-relógio em Bordéus antes dos corredores alcançarem os muito aguardados Campos Elíseos em Paris. A terceira semana é muito difícil e as etapas em alta montanha deixarão as suas marcas nos corredores. No entanto, e na minha opinião, não existe um etapa específica que possa ser decisiva no desenrolar do Tour mas sim existe uma sequências de momentos altos. O meu favorito para o Tour é, sem surpresas, Alberto Contador. Acredito que se se conseguir manter sem mazelas e tudo lhe corra como planeado, será o homem mais forte do pelotão. No entanto, a forte equipa Radio Shack terá certamente algo a dizer sobre este assunto e veremos se a equipa, com toda a sua união, poderá colocar Contador sob pressão. O Tour 2010 é mais favorável a trepadores que a especialistas de contra-relógio estando, desta forma, nas mãos de Contador.

Nós e a equipa HTC-Columbia com Mark Cavendish estaremos na luta pelas vitórias de etapa assim como uma boa classificação na geral e pela competição de rei da montanha. Temos uma excelente formação com Michael Rogers, Maxime Monfort e Kanstantsin Siutsou. Em complemento, temos também outro forte e jovem talento que é o corredor Tony Martin. Se não mostrar qualquer fraqueza, poderá fazer um excelente Tour. No passado ano, teve um dia em que não esteve bem e perdeu 30 minutos. Caso isto não aconteça este ano, então estará lá bem na frente neste edição. No entanto, Tony tem pela frente toda a sua carreira e sempre desejou fazer um bom Tour – o resultado é secundário.

Vê-mo-nos brevemente,
Erik

Campeonatos de Estrada Alemão Profissional e Júnior

Quarta, Junho 30th, 2010

A bagagem está já pronta e amanhã saímos para Roterdão para o início do Tour. No entanto, tenho também muito que fazer e uma agenda muito preenchida. Em Junho, o ponto alto foram os Campeonatos de Estrada Alemão Profissional onde estive envolvido com a equipa HTC Columbia. Estive já em contacto com o director de equipa antes do evento e, no dia da prova, andei no carro de apoio de Tony Martin enquanto Director Desportivo. Tony teve um dia excelente e o seu desempenho foi de primeira. Estou muito feliz por ele ter sido capaz de coroar o seu desempenho com a vitória no Campeonato Alemão.

Ann Leonie Wichmann vence Campeonato Alemão Juvenil

Estive ainda com os Young Riders antes dos Campeonatos Profissionais Alemão porque os Campeonatos da Juventude Alemão tiveram lugar em Bundenthal. Ann Leonie Wichmann venceu a corrida Juvenil, o que foi muito agradável. Na corrida Femininos Júnior, Lisa Fischer arrebatou o segundo lugar, o qual foi do agrado de toda a equipa Young Heroes. Na corrida Masculinos Juvenil, Jan Brockhoff terminou em quinto e Simon Evers sétimo. Na corrida Masculino Júnior Rick and Lucas terminaram nono e décimo, respectivamente, dando aos Young Heroes dois lugares no top dez. No geral, estamos muito satisfeitos com estes resultados. Em complemento, tive oportunidade de ver o desempenho dos corredores das outras equipas, uma vez que estiveram todas presentes. Fiquei radiante por todos os do grupo terem terminado no pelotão. Podemos, desta forma, ambicionar mais para as próximas corridas dos Young Heroes…

Ao longo dos próximos dias, farei a minha análise sobre o Tour de France assim como darei a minha opinião pessoal acerca da corrida.

Vê-mo-nos brevemente.
Erik