Archive for the ‘Canyon Online Team’ Category

Maxi Dickerhoff, ciclista da equipa Canyon Factory Enduro

Segunda, Fevereiro 4th, 2013

Conheça Maxi Dickerhoff

Nome: Eugen-Maximilian Dickerhoff
Residência: Altenstadt (Oberbayern) / Königsbrunn (Augsburg)
Data de nascimento: 19.06.1988
BTT desde: 2002
Corredor desde: 2004

Portrait Maxi Dickerhoff / Foto: Manuel Sulzer

Olá Maxi. Damos-te as boas vindas à Canyon Factory Enduro Team.

Fala-nos um pouco de ti. Como entraste para o ciclismo? O que te fascina neste desporto?

Olá a todos. Muitos de vocês provavelmente já me conhecem como parte integrante da redação MTB News.de [IBC], portanto, não será novidade para alguns que eu tenha sido um ciclista entusiástico durante anos. Descobri o desporto de BTT quando observava o então campeão suíço de Downhill, Claudio Caluori, durante o seu treino de downhill em Graubündner Scuol em 2002, aquando das minhas férias de verão de caiaque com a minha família. A velocidade, os extremos e, acima de tudo, o manuseio da bicicleta, cativaram-me de tal forma que apenas alguns dias depois tentei descer a parte mais fácil do percurso. A diversão e o fascínio ficaram comigo até hoje.

Foste bem sucedido no meio durante anos, especialmente em downhill. Agora estás a começar a cena de enduro. O que pretendes alcançar na primeira época na Canyon Factory Enduro Team? Como vês as tuas possibilidades no Enduro World Series?

A minha formação em downhill sempre me foi útil em eventos de enduro. 80% das secções cronometradas acontecem em trilhos de downhill e, dependendo da série, não são todas fáceis. Aquele que consegue atirar-se à descida em verdadeiro estilo de downhill já possui uma excelente ajuda. O meu objetivo é posicionar-me, acima de tudo, em eventos focados no downhill, a fim de obter pontos importantes para a classificação geral na recentemente formada Enduro World Series. Com o Tibor como Team Manager, e os meus colegas de equipa Ines, Marco e Joe, estamos muito bem posicionados para obter boas classificações na geral da World Series.

Como editor da MTB-News.de [IBC] estás literalmente na fonte de informação e sempre atualizado no que se refere a novas tendências. O que pensas do desenvolvimento do enduro ao longo dos últimos anos, e para onde pensas que este desporto se está a encaminhar?

A popularidade que o enduro goza atualmente é enorme. Desconheço outra modalidade que tenha aumentado tanto como acontece com o enduro. Em todos os países as séries de enduro estão a surgir – todos elas são baseadas num formato base, semelhante ao do rally, com várias voltas e etapas intermediárias, embora muitas vezes existam grandes diferenças na interpretação dos regulamentos. Estas diferenças, dentro de uma única modalidade, não existiam no passado no desporto do ciclismo, e é esta a razão pela qual o enduro apela a tantos bikers diferentes de montanha e individuais, de todas as modalidades.
O facto é que o enduro é uma das tendências do BTT e está a aumentar na América do Norte a partir da Europa, e não o contrário, e a indústria de BTT demonstra que tem um grande futuro. Portanto, ainda há muito por fazer no futuro. Espero que a atraente diversidade do desporto de enduro permaneça por muito tempo.

Standbild Video / Film: Benni Klose

Tens conduzido o modelo de suspensão total Strive. Qual foi a tua impressão inicial? A teu ver, o que torna uma bicicleta de enduro perfeita?

A primeira impressão foi, conforme esperado, muito positiva. Agora posso determinar de antemão, com grande precisão, e com a ajuda de dados detalhados sobre a geometria, se a bicicleta é ou não adequada para mim. Eu estabeleci que pretendia um quadro longo, com um triângulo traseiro curto, um cockpit elevado e um pedaleiro baixo. A Strive possui todas estas características combinadas, e eu sabia-o porque já tinha andado a estudar esta bicicleta. A primeira volta na Strive confirmou todas as minhas expectativas.
Infelizmente, nas últimas semanas o tempo no sopé dos Alpes não jogou a nosso favor – a mistura entre a neve, chuva e frio não torna as minhas saídas com a Strive particularmente convidativas, razão pela qual não posso ainda fornecer qualquer feedback sobre a bicicleta. Mas no final de fevereiro rumaremos finalmente para Sul e serei realmente capaz de a testar e de me divertir imenso!

Veja os primeiros testes à Strive AL (filmado by Benni Klose)

Pick Up Snow Fun! von metalfreak – mehr Mountainbike-Videos

Fitness, um belo estilo de condução, energia e concentração – os lugares de enduro são consideravelmente exigentes para o ciclista. Como te preparas para a época e te manténs em forma?

Como já referi, Petrus, o Deus do tempo, parece estar bastante zangado neste momento. O tempo instável torna difícil ter um programa de treino consistente ao ar livre. Quando a neve o permite, tento fazer ski de fundo tanto quanto possível. Quando não há muita neve, vou para a lama e esse é um treino que complementa as horas que habitualmente passo no ginásio e no centro de escalada indoor.

Onde podes ser visto quando não estás a treinar na tua bicicleta?

Bem, agora não existem muitas oportunidades! Qualquer pessoa envolvida no desporto das bicicletas, quer seja um hobby ou uma profissão, não tem tempo para mais nada. No entanto, e num futuro próximo, gostaria de adquirir uma mota de cross para despejar a minha cabeça do ciclismo. E ao fazer algo totalmente alheio à bicicleta, terei comigo uma máquina fotográfica na mão, pois a fotografia é algo que realmente me ajuda a ficar longe de tudo isso.

Obrigado pelo teu tempo Maxi! Desejamos-te um início de época bem sucedido.
Mal podmos esperar!

Estilo de vida, ação, diversão – Enduro

Sexta, Fevereiro 1st, 2013

A corrida começou. Coloque os pés nos pedais e comece a pedalar. Ataque a subida, curta e dura, com cada vez mais velocidade. Quando chegar ao topo, respire profundamente, defina o seu caminho, e avance. O seu objetivo é fazer o percurso da forma mais rápida. Voe nas curvas apertadas, deixando para trás os adversários. O coração bate apressadamente e a adrenalina é cada vez maior. Não há tempo a perder: apenas a sua bicicleta e a descida infernal.
Diversão, acão e liberdade. Isto é BTT na sua forma mais pura – Pure Cycling no seu melhor. Isto é enduro!

Strive for the podium

Dificilmente existirá uma revista que não fale do tema, ou um fabricante que não ofereça bicicletas e vestuário para a modalidade. Desde a última época que o enduro é o tema da cidade. Em 2013, até mesmo o Enduro World Series terá a sua estreia. Mas o que está exatamente por trás do termo “enduro”?

O que é afinal o Enduro?
O seu termo teve origem no motor cross e deriva da palavra inglesa “endurance”. No entanto, no BTT, o termo “enduro” está muito longe de ser apenas mais um nome para a modalidade.
De uma forma sintética, não é possível colocar o enduro dentro de uma caixa e limitá-lo. Simplesmente não existe um padrão, uma vez que o enduro é uma mistura das modalidades de cross-country e downhill; uma variação interessante de subidas curtas e tecnicamente exigentes, e de descidas super rápidas. Nos diversos eventos cada corrida é extremamente diferente. Existem eventos com partidas individuais, em massa, e em alguns eventos os tempos são registados na totalidade do percurso, ou apenas nas secções de downhill. Quase tudo é possível.

Impression

A sede de aventura,
a abertura a novas experiências, resistência, espírito de luta e, acima de tudo, o amor pelo ciclismo é o que torna o enduro tão especial. Ciclistas em número crescente deixam outras modalidades para iniciar-se no enduro. Independentemente de virem do 4cross, downhill ou cross-country, o enduro está aberto a todos. No entanto, quem realmente pretende ter sucesso tem de trabalhar bastante. Este desporto exige bastante do ciclista, que idealmente deve ter força, resistência, um estilo muito próprio, versatilidade e concentração.

Equipa Canyon Factory Enduro
No decorrer dos próximos dias iremos apresentar os ciclistas da nova equipa. De quem estamos a falar? Falamos do profissional escocês Joe Barnes, os alemães de topo Ines Thoma, Marco Bühler e Maxi Dickerhoff. Temos também… Sim, terá que esperar um pouco mais para descobrir quem mais está na equipa.
Em 2013 irão competir com a Strive Race. A sua missão é conseguir resultados de topo!
Em breve terá acesso a entrevistas interessantes, excelentes fotografias e, acima de tudo, uma grande época com a equipa Canyon Factory Enduro, assim como algumas corridas emocionantes e grandes vitórias para começar!

A equipa Thomas Genon e Anton Thelander com a Canyon

Terça, Janeiro 29th, 2013

Jovens, pouco convencionais, criativos e talentosos: quatro características que descrevem perfeitamente os riders de slopestyle e dirt Thomas Genon e Anton Thelander. Este espírito, e também a sua capacidade e know-how no desporto, foram as principais razões para que a Canyon recebesse a bordo estes dois atletas. Uma situação em que ambos ganham: Thomas e Anton possuem agora um parceiro profissional e respeitado para os apoiar e, em simultâneo, contribuem para o desenvolvimento e melhoria do produto da marca alemã.

Thomas und Anton mit ihren neuen Canyon Bikes / Copyright: Markus Greber

Thomas Genon e Anton Thelander pertencem à nova geração de freeriders focados no dirt e slopestyle desde há já alguns anos. Os seus animados espíritos e aspirações proporcionam um novo impulso no mundo do freeride. O incrível potencial de Thomas, de 19 anos de idade, é óbvio: na última época o belga impressionou a comunidade de ciclismo com sua vitória no Red Bull Joyride em Whistler. No final da época de FMB World Tour de 2012, Thomas ficou em terceiro da geral – um feito incrível para um ciclista tão jovem. Em Nine Knights 2012 o sueco Anton Thelander impressionou os seus colegas, bem como aos juízes experientes, pelo seu desempenho, e venceu o prémio “ruler of the week”.

Para ambos os atletas a parceria com a Canyon é mais um marco importante na sua jovem carreira.
O fundador e CEO da Canyon, Roman Arnold, está entusiasmado com estes dois atletas: “Com uma atitude positiva, Thomas e Anton transmitem o seu entusiasmo para o desporto, e é isso que Canyon também quer: Pure Cycling. Em conjunto com ambos, queremos partilhar esta paixão em construir bicicletas que correspondem às maiores exigências e, ao mesmo tempo, que sejam divertidas. “

Thomas und Anton im Gespräch mit dem Canyon Entwicklungsteam /  Copyright: Markus Greber

O ciclismo profissional é uma parte importante da Canyon. O fabricante em Koblenz coopera com os melhores ciclistas do mundo no sentido de melhorar continuamente as suas bicicletas ao longo do ano. Estes jovens ciclistas não podiam estar mais felizes por empreeender esta viagem com a Canyon.

Thomas está ansioso por começar: ” Estou feliz por trabalhar em conjunto com uma marca tão prestigiada como a Canyon. Roman, a equipa de ID, Anton e eu sentámo-nos juntos e discutimos os nossos objetivos. Juntos queremos construir uma bicicleta realmente cool – não apenas para nós, mas também para os nossos fãs. Portanto, fiquem atentos ao que está para vir nesta época!”
Para melhor conhecer o seu novo parceiro, Thomas e Anton visitaram a sede da Canyon em Koblenz em meados de janeiro. Lá tiveram a oportunidade de aprofundar conhecimentos no mundo da Canyon e dar uma vista de olhos por trás dos bastidores.

Glória para a Aeroad Canyon CF e “Purito” Rodríguez

Quarta, Outubro 17th, 2012

É oficial desde o último sábado. A temporada de 2012 já é história e pelo segundo ano consecutivo a Canyon Aeroad CF foi coroada a bicicleta de maior sucesso na UCI World Tour. Após Philippe Gilbert ter conseguido vitória atrás de vitória em 2011, este ano foi a vez de Joaquim “Purito” Rodríguez fazer as honras da UCI – e fê-lo com valentia.

Ele lançou as bases para a defesa do título da Aeroad CF com vitórias na etapa de Tirreno-Adriatico e na Volta do País Basco, vitória em Flèche Wallonne e um brilhante desempenho com o jersey rosa na Volta de Itália, onde terminou em segundo lugar da geral e a apenas 16 segundos abaixo do vencedor Ryder Hesjedal.

Weiter im Rosa Trikot Joaquim Rodriguez, 12. Etappe Seravezza - Sestri Levante, GIRO d'ITALIA  2012 / Foto: ROTH-FOTO

“Na sua segunda maior etapa da época de 2012 na Volta a Espanha, seu país natal, Purito impressionou mais uma vez pela excelente forma, vencendo três etapas e mantendo o jersey vermelho de líder antes de ter que admitir a derrota para os rivais espanhóis Contador e Valverde.

Na sua última corrida da época de 2012 Purito garantiu a sua liderança ao vencer um marco no ciclismo, a Volta de Lombardia. Ultrapassou o líder Bradley Wiggins no ranking da UCI, atingindo um total de 692 pontos, 91 pontos à frente de Wiggins e 282 à frente de Tom Boonen.

Etappensieger Purito, Spanien-Rundfahrt 2012, 12. Etappe / Foto: ROTH

Na competição por equipas a British Sky obteve a vitória geral, seguida pela equipa russa Katusha, atualmente patrocinada pela Canyon.
Consideramos que este é um desempenho impressionante, dando-nos um grande otimismo para o futuro.

Canyon e Katusha: aprender em conjunto, com cada vitória!

Um fim-de-semana de sonho para a Katusha

Segunda, Setembro 3rd, 2012

O catalão Purito Rodriguez está realmente em forma e teve um excelente desempenho na sua Aeroad CF na segunda semana da Volta.

Após 14 etapas, não podia ter corrido melhor. Num final incrivelmente emocionante Purito lutou contra todos os ataques do seu rival Alberto Contador e venceu o final em montanha em Puerto de Ancares após 190 Km, garantindo assim a sua terceira vitória no evento.

Etappensieger Purito, Spanien-Rundfahrt 2012, 14. Etappe / Foto: ROTH

Rodriguez manteve a sua liderança na classificação geral sobre o seu adversário mais próximo, Alberto Contador (Saxo Bank-Tinkoff Bank), até aos 22 segundos, graças ao apoio do colega de equipa Dani Moreno.

Esta margem não se alterou na 15ª etapa de ontem, ganha por Antonio Piedra da equipa da segunda divisão espanhola Caja Rural.
Para Purito e a sua equipa trata-se agora de uma questão de manter e aumentar a vantagem em relação aos adversários mais próximos.

A 16ª etapa de hoje é a etapa rainha da Volta. Os 183,5 Km através das Astúrias iniciam-se numa zona moderadamente montanhosa, antes da primeira categoria de subidas na segunda metade da etapa. No final, a etapa torna-se realmente difícil para os corredores devido aos 9,5 Km de subida, com uma pendente de 6,9%. Os 3,2 Km finais têm uma pendente de 12,3%, chegando a atingir os 24%! Este é o terreno ideal para o catalão Purito!
Após os esforços nas três etapas de montanha, o pelotão tem direito a uma pequena pausa amanhã, antes das últimas e desafiantes etapas da Volta.
Força Katusha!!

Alexander Kristoff é terceiro da geral e o melhor corredor juvenil no World Ports Classic:
De 31/8 a 01/9 decorreu o evento de dois dias World Ports Classics. A estrada levou os corredores desde Roterdão, na Holanda, até ao centro industrial belga de Antuérpia, regressando a seguir. O medalhado norueguês Alexander Kristoff terminou em terceiro da geral, sendo o mehor corredor juvenil.

As estrelas alinham-se para a Volta a Espanha

Quinta, Agosto 16th, 2012

Este fim-de-semana inicia-se a 67ª Volta a Espanha. A Volta a Espanha, com a duração de 3 semanas (18.08 – 09.09.2012), irá incluir 13 etapas de montanha, 6 etapas planas, um contrarrelógio individual de 40 Km e um contrarrelógio em equipa.

Sob a liderança do capitão de equipa Joaquim Rodríguez, a Katusha irá enviar os seus melhores corredores para a prestigiada corrida.
A equipa incluirá Pavel Brutt, Xavier Florencio, Mikhail Ignatyev, Alberto Losada, Denis Menchov, Daniel Moreno, Gatis Smukulis e Angel Vicioso. Os diretores desportivos Valerio Piva, Dmitriy Konyshev e Claudio Cozzi irão acompanhar os corredores durante o evento.

A corrida inicia-se Sábado 18 de agosto com um contrarrelágio em equipa de 16,2 Km.
Isto dará à equipa uma oportunidade imediata de demonstrar a força da nova Speedmax CF Evo e, acima de tudo, a do campeão russo de contrarrelógio, Denis Menchov.

3. Platz für Katusha  auf der 2. Etappe der ENECO-TOUR 2012 / Foto: ROTH

Joaquim “Purito” Rodríguez conta com o apoio dos seus colegas de equipa Denis Menchov, vencedor deste evento em 2005 e 2007, e Dani Moreno, que este ano dominou a Volta a Burgos.
Os profissionais terão que superar os extenuantes 3000 quilómetros nas suas bicicletas Ultimate CF SLX e Aeroad CF. A nova Speedmax CF Evo irá mais uma vez demonstrar as suas capacidades durante os 40 quilómetros individuais de contrarrelógio, que decorrerão no dia 29 de agosto.

Denis Menchov auf dem Speedmax CF Evo, Tour de France 2012, 19. Etappe Zeitfahren / Foto: ROTH

Estamos ansiosos pelas três semanas cheias de emoção e desejamos à nossa equipa a melhor sorte!

<Canyon e Katusha. Aprender uns com os outros, vencer em equipa!

Vitória anunciada: Alban Lakata domina em Leadville 100

Segunda, Agosto 13th, 2012

Este evento nunca foi ganho por um corredor não americano… até agora!

Alban Lakata, também conhecido por “Albanator”, viveu o seu papel de favorito no início da corrida e venceu de forma brilhante a lendária “corrida das corridas”, a Leadville 100.

Alban Lakata dominiert bei Leadville 100

Inspirados e em excelente forma física após a sua vitória no evento Transalp, a dupla profissional da equipa Topeak-Ergon, Alban e o seu companheiro Robert Mennen, conduziram lado a lado as suas bicicletas Grand Canyon CF SLX 29.

Os corredores tiveram que superar cerca de 161 Km nas Montanhas Rochosas. Uma das especificidades deste evento é a altitude. Desde Leadville, a uma altitude de 3094 metros, a corrida sobe até à denominada “Columbine Mine”, situada a uma altitude de quase 3800 metros.

Estamos a comemorar o grande momento da vitória de Alban e dispomos de excelentes bicicletas de montanha a preços reduzidos.

Bicicletas profissionais ao seu alcance:

Grand Canyon CF 9.0 Team: Antes: 3699 € – Agora: 3199 € – Poupa 500 €

Grand Canyon CF 8.0: Antes: 2499 € – Agora: 2199 € – Poupa 300 €

Parabéns também às senhoras! Sally Bigham, que também sobressaíu na Transalp há algumas semanas atrás, obteve o segundo lugar. Sonya Looney terminou com um honroso quinto lugar após 80 Km de corrida. Um desempenho de alto nível!

Parabéns a toda a equipa!

À conquista do Ouro: Irina Kalentieva em Londres 2012

Quarta, Agosto 8th, 2012

O entusiasmo é cada vez maior. No sábado 11 de agosto a seção de BTT dos Jogos Olímpicos de Londres mete-se a caminho.
Entre os participantes encontra-se a bi-campeã do mundo Irina Kalentieva da equipa Topeak-Ergon, nativa da Rússia na sua bicicleta Canyon.

Irina Kalentieva

“Não nos podemos dar ao luxo de ter medo da corrida e temos de estar preparados para nos deixarmos levar e dar tudo o que temos.”
Este princípio orientador foi o que levou Irina Kalentieva até ao topo deste desporto, permanecendo uma das mulheres mais rápidas do mundo, durante vários anos, na Taça do Mundo de Cross Country.
Irina dá sempre o máximo para alcançar os seus objetivos. O BTT é a sua paixão número um e é isso que pretende provar nos Jogos Olímpicos de Londres.

No blog de Irina ela fala extensivamente sobre a sua preparação e experiências. Acompanhe Irina nas últimas horas que antecedem o grande evento.

Assim, vai em frente Irina e luta pelo Ouro!

Transalp 2012: 10 vitórias em 6 etapas – A equipa Topeak-Ergon luta até ao topo

Sexta, Julho 20th, 2012

A mais prestigiada corrida de BTT, a Transalp, decorre nos Alpes. Os 3 atletas Topeak-Ergon – Alban Lakata, Robert Mennen e Sally Bigham – lutam pela vitória final das bicicletas Canyon.

A décima quinta Craft Bike Transalp, uma das mais duras provas de BTT, decorreu desde o dia 14 de julho. A corrida de 8 etapas desenrola-se ao longo dos Alpes desde Oberammergau em Baviera, até Riva em Lago di Garda, Itália, e ao longo de 618 km e 21166 de altimetria. Alban Lakata, Robert Mennen e Sally Bigham da equipa Topeak-Ergon e claro, a Canyon, encontram-se em ação.

No início do evento os favoritos da Topeak-Ergon, Lakata e Mennen, não tiveram a sorte do seu lado durante a etapa de abertura de 96 km, desde Oberammergau até Imst, perdendo mais de 13 minutos devido a uma falha técnica. No final da etapa a dupla posicionou-se em 8º lugar da geral, cerca de 10 minutos abaixo dos líderes.

No entanto, na etapa 2, a dupla fez saber aos seus rivais que não desistira da vitória final. Na etapa desde Imst até Ischgl a dupla da equipa de Koblenz terminou dois minutos acima da equipa principal.

1363_s5ad_00007_blog

A etapa 3, desde Ischgl até Nauders, foi também para a equipa Topeak-Ergon. Aqui, Robert e Alban puderam celebrar a sua segunda vitória com a Grand Canyon CF SLX 29 e obter cerca de 50 segundos de vantagem em relação à dupla líder.
A etapa de 53 km desde Nauders até Scuol foi uma etapa na qual esta dupla voltou a impressionar. Venceram a terceira etapa com um tempo de 2:15:17.2. Lakata e Mennen estão agora a apenas 3 minutos dos líderes Kaufmann/Stoll. Na segunda subida até Reschner Alm, Lakata e Mennen forçaram o ritmo. “Apercebemo-nos que os outros estavam com problemas e tentámos ganhar vantagem”, disse Mennen na meta. Lakata também se encontrava satisfeito. “Ninguém esperava que pudessemos ganhar tanto tempo de vantagem na etapa de hoje. Neste momento está tudo a correr a nosso favor e, a manter-se assim, ainda podemos obter o primeiro lugar.”

Na etapa 5 deu-se a quarta vitória da equipa Topeak-Ergon, criando ainda mais pressão nos líderes da Transalp. Lakata e Mennen venceram a etapa de 69 km desde Scuol na Suíça, até Livigno na Itália, num tempo de 3:11:15.7. A diferença para a equipa da camisola amarela, Markus Kaufmann e Thomas Stoll, reduziu cerca de 2 minutos.

A etapa rainha de quinta-feira provocou a viragem crucial da corrida, dando a Robert e Alban a camisola amarela, após um excelente desempenho. A etapa de 106 km e 3400 metros de altimetria, com temperaturas acima dos 30°C, foi a mais dura da Transalp deste ano. A dupla Topeak-Ergon teve que concentrar-se ao máximo para recuperar a diferença dos líderes, e também para evitar quedas nas difíceis descidas. Após ganhar a camisola amarela, Lakata diz: “Até ao momento tudo está a correr muito bem. Temos agora uma vantagem de cerca de 28 segundos e apenas duas curtas etapas, pelo que é fácil pensar numa vitória final.”

1363_s5rs2_00010_blog

Do lado feminino, Sally Bigham e a companheira Milena Landtwing, da equipa Vaude Centurion venceram a 6ª etapa, caminhando em direção a uma vitória confortável. A corredora de origem britânica, Bigham, com a sua precisão suiça, continua a ganhar com frequência. Na classificação geral Sally e Milena têm agora uma vantagem de mais de 3 horas, podendo desfrutar da paisagem nas 2 etapas que faltam.

1363_s4rsls1_00081_blog

Na sétima etapa, desde Ponte di Legno até Madonna di Campiglio, os campeões da equipa Team Stöckli decidiram por si mesmos. Alban e Robert chegaram cerca de 2 minutos depois, terminando em segundo lugar e aumentando assim a sua liderança para 4:18 minutos em relação aos seus adversários mais próximos.

Milena Landtwing e Sally Bigham continuaram a liderarm terminando a sétima etapa com o primeiro lugar no pódio.

Na oitava etapa Robert e Alban terminaram novamente em segundo lugar, vencendo a classificação geral da Transalp 2012. Obtiveram um total de 27:35:17:5 horas desde Oberammergau/Alemanha, até Lago di Garda/Itália, na sua nova Grand Canyon CF SLX 29.

1363_s8gj1_00065_blog

“Uma vitória na Transalp fica no palmarés de qualquer bom corredor de maratonas. Agora está também no meu. Estou nas nuvens, agora que conseguimos obter esta vitória”, diz Alban Lakata, que atualmente se encontra no pico da sua forma.

O companheiro de equipa Robert Mennen ficou bastante entusiamado, especialmente porque esta foi a primeira participação do vice-campeão alemão na Translap: “Não teria sonhado com isto antes do início desta época. O facto de ter funcionado é simplesmente fantástico!”

1363_s8gj1_00595_blog

Na classificação feminina ninguém foi capaz de obter melhores resultados que Sally Bigham e Milena Landtwing. Com uma classificação de 33:18:54.2 horas e vencedoras das 8 etapas, as duas correram até Riva de uma forma impressionante e como vencedoras incontestáveis da classificação geral.

Canyon e Katusha: à espera do Tour de France

Sexta, Junho 22nd, 2012

A excitação está a crescer! As 22 equipas pro participantes anunciaram já as suas formações para o Tour de France.
Para os 198 corredores, a mais importante corrida de bicicletas do mundo vai iniciar-se Sábado 30 de Junho.
Prometem ser 3 semanas excitantes ao longo de 21 etapas onde a paixão, a alegria e os limites entre vitória e derrota estão tão próximos.

A Canyon está uma vez mais no meio de toda esta acção. Esta irá ser a nossa quarta participação consecutiva com equipas prós no Tour de France – e este ano, pela primeira vez, em parceria com a equipa profissional Russa Katusha.

A equipa Russa liderada pelo antigo Director Geral da Gerolsteiner Hans-Michael Holczer. Estamos particularmente satisfeitos por colaborar com dois conselheiros para a equipa como sendo os Canyon Heroes Michael Rich e Erik Zabel.

Os seguintes corredores irão degladiar-se ao longo de 3500 kms de estradas Belgas e Francesas com as suas bicicletas Canyon em busca da honra, glória e o derradeiro prémio no desporto de ciclismo.
A equipa:

Giampaolo Caruso (ITA), Óscar Freire (ESP), Vladimir Gusev (RUS), Joan Horrach (ESP), Aliaksandr Kuchynski (RUS), Denis Menchov (RUS), Luca Paolini (ITA), Yuriy Trofimov (RUS), Eduard Vorganov (RUS).

Líder de equipa: Denis Menchow

Denis Menchov / Foto: ROTH

A equipa será liderada por Denis Menchov. O Russo de sucesso pode olhar com orgulho para o passado e os seus feitos no Tour de France; 2003 enquanto jovem, 2006 6º lugar e em 2010 celebrou a sua terceira posição da classificação geral, arrebatando um lugal no pódio em Paris. Estes são os pré-requisitos para o duas vezes vencedor da Vuela (2005, 2007) e do Giro d’Italia em 2009, que tem apenas um objectivo em mente na edição deste ano do Tour de France – a vitória na geral!

O Sprinter: Óscar Freire

Óscar Freire / Foto: ROTH

Óscar também pode orgulhar-se do seu passado em edições do Tour. O Espanhol de 36 anos venceu quatro etapas do Tour de France e, em 2008, arrebatou a camisola verde. A lista de vitórias na sua carreira é interminável mas continua com sede de vitórias e estamos certos que iremos testemunhar alguns feitos do Óscar na sua Aeroad CF!

Bicicletas feitas para campeões:

A Aeroad CF:

Aeroad CF im Katusha Team Design

A máquina para fugitivos. Optimizada para perseguição. Os tubos particulares assim como a posição de condução competitiva sobre a bicicleta tornam a Aeroad CF ideal para aquele ataque no grupo de fugitivos. Leve, rígida, confortável e segura. A Aeroad CF está numa classe à parte entre as bicicletas aero.

Especificações:
Quadro – Canyon Aeroad CF
Espigão – Canyon VCLS Aero Post
Groupo – Shimano Dura Ace Di2
Rodas – Mavic
Pneus – Mavic Griplink e Powerlink
Guiador – Ritchey WCS
Avanço – Ritchey WCS
Selim – Selle Italia Team Edition
Pedais – Shimano Dura Ace carbono
Fita do guiador – Ritchey

A Ultimate CF SLX:

Ultimate CF SLX im Katusha Team Design

A Ultimate CF SLX prima pela rigidez, leveza e conforto de condução. A bicicleta perfeita para subidas, descidas irregulares e para sprints explosivos na linha da meta.

Especificações:
Quadro – Canyon Ultimate CF SLX
Espigão – Canyon VCLS
Groupo – Shimano Dura Ace Di2
Rodas – Mavic
Pneus – Mavic Griplink e Powerlink
Guiador – Ritchey WCS
Avanço – Ritchey WCS
Selim– Selle Italia Team Edition
Pedais – Shimano Dura Ace carbono
Fita do guiador – Ritchey

A Speedmax CF:

Speedmax CF

A nova Speedmax CF é a mais rápida bicicleta de contra-relógio do mundo. Mesmo antes da sua estreia em competição no Giro d’Italia, a bicicleta demonstrou as suas capacidades e é uma séria candidata na edição deste ano do Tour de France!

Especificações:
Quadro – Canyon Speedmax CF
Espigão – Canyon
Groupo – Shimano Dura Ace Di2
Rodas – Mavic
Pneus – Mavic Griplink e Powerlink
Guiador – Canyon
Avanço – Canyon
Selim – Selle Italia Team Edition
Pedais – Shimano Dura Ace carbono

O Tour de France em texto e imagens
Iremos mantê-lo actualizado com reportagens, fotos e relatos internos em canyon.com e no Facebook. Depois do sucesso do ano anterior, iremos novamente ter o nosso concurso TDF-Special no nosso website.
Demonstre o quanto perito é e arrebate ofertas excepcionais.
Mais informação detalhada acerca do nosso Tour de France Special será divulgada brevemente no nosso blogue e no Facebook.